Bem vindo(a)! Você pode filtrar informações específicas da sede mais próxima de você, através da caixa à direita:

Do Fundo da História – Aprisionar um filósofo

Nova Acrópole / Artigos / Do Fundo da História – Aprisionar um filósofo
Categoria:

Aconteceu muitas vezes, verdade, ao longo da história, em todos os tempos, em todas as terras. Sob todos os governos, com todos os que mandam.
Cordas para sujeitar meu corpo, para que não se mova, para que não caminhe. Cadeias para manter-me unido aos muros de suas prisões, às vezes visíveis. Minhas mãos atadas, para que não folheiem livros, meus braços também, para que não chamem os que me rodeiam.
Porém, minha cabeça está livre, meus lábios podem abrir-se, meus olhos podem ver o céu e os homens.
Sempre quiseram aprisionar os filósofos. Porque sentem medo da sabedoria, da verdade, das palavras livres dos que são livres de coração. Sentem medo que os homens se rebelem pela revelação de Deus, da bondade, do amor, das leis inexploradas da Natureza. Sentem medo que nossas palavras tenham o poder taumatúrgico de abrir as portas da caverna, de que tragamos esperança aos desesperados, conhecimento aos ignorantes, fé aos que não crêem em nada, liberdade às almas prisioneiras.
Sempre nos temeram. Sempre nos ataram. Nunca nos aprisionaram.
Nós, os filósofos, buscamos a sabedoria, pois a amamos. É na sabedoria que está a verdade que serve para viver, para ser livre de espírito. A filosofia é não se dobrar diante de idéias preconcebidas, que são ditadas pela moda e por outras forças obscuras. É observar as estrelas, um rio, uma pedra, um animalzinho, e ver que nisto tudo está a mão de Deus. É querer governar para que os homens sejam felizes, porque o governo é justo. É abrir um livro e vê-lo como uma caixa de Pandora da qual não surgem os males, mas sim as idéias aproveitáveis. É falar com os amigos de coisas limpas e belas, que fazem crescer a alma, que nos impulsionam para o alto e para adiante.
Ser filósofo é não se conformar com a mediocridade sem querer a grandeza. É querer ser limpo ainda que pisemos na lama.
Há muitos que não gostam de tudo isso porque interferem em seus planos e molestam sua cômoda vida.
O filósofo é incômodo. Por isso nos prendem, nos caluniam. Às vezes, nos matam. Só então fecham nossa boca. Mas nem assim… porque Sócrates, Platão, Giordano, Frei Luis de León e tantos outros continuam falando…
Escute-os, pois na realidade, nunca se conseguiu aprisionar a um filósofo.