Bem vindo(a)! Você pode filtrar informações específicas da sede mais próxima de você, através da caixa à direita:

Mosaico

Categoria:

Por que os astronautas flutuam no espaço?

Todos estamos acostumados a ver na televisão imagens dos satélites, naves e astronautas flutuando no espaço e nos parece a coisa mais normal do mundo, pois pensamos que no espaço não há gravidade e, claro, sem gravidade se flutua. Mas o certo é que isso é um erro: não há nenhuma parte do Universo sem gravidade. A uns 300 Km de altitude (uma altitude usual para as naves espaciais), a força da gravidade é 90% da que encontramos sobre a superfície terrestre, ou seja, apenas 10% a menos. Um astronauta de 80 quilos pesaria 72 e esta redução de peso não é motivo suficiente para sair flutuando. Então, por que flutua?

Na realidade flutua porque está em queda, livre de qualquer outra força exceto a da gravidade que o atrai para a Terra. Mas se a gravidade atrai os astronautas, naves e satélites, por que não caem na Terra, por que não se chocam com sua superfície e se estatelam? A resposta é porque uma nave espacial viaja a 27.750 Km/h na órbita da Terra. A esta velocidade e alta altitude a curvatura da “rota de caída” da nave coincide exatamente com a curvatura da Terra, desta forma nunca entra em contato com a superfície terrestre. Para entender isso de uma maneira melhor é interessante observar que a superfície da Terra se “curva” cinco metros a cada 8 Km. Se uma pessoa avança 8 Km sobre sua superfície, terá “caído” cinco metros em relação a uma linha horizontal traçada sobre o ponto de início. Assim, por exemplo, se um veículo se encontra a 400 Km de altura, em uma órbita circular, necessitará uma velocidade horizontal de 7,67 Km/seg para atingir uma curvatura na mesma razão que a da superfície da Terra.