Bem vindo(a)! Você pode filtrar informações específicas da sede mais próxima de você, através da caixa à direita:

O equilíbrio do planeta está em perigo

Nova Acrópole / Artigos / O equilíbrio do planeta está em perigo
Categoria:

artigo1-ed40Os desequilíbrios entre os recursos e o consumo quebram a harmonia dos ecossistemas. Historicamente, a dificuldade primordial da energia foi passar da obtenção de calor à obtenção de energia mecânica. Em 1800 um professor de colégio, chamado Oersted, realizava experimentos com seus alunos. Pegando uma pilha e um fio condutor, se deu conta de que colocando um ímã sobre esse fio condutor, o imã se desviava, quer dizer, o campo elétrico produzia um campo magnético.

A eletricidade e o magnetismo são as duas ciências que o ser humano ainda não domina, mas que tem sido a solução para a obtenção de energia. Veio então Faraday, o cientista inglês mais importante depois de Newton. Não possuía formação universitária, mas foi um autodidata. Quando jovem, se dedicava a assistir às conferências do ilustre David, um grande cientista da época. Fazia anotações, encadernava-as e depois as presenteava a David, um homem que admirava muito, sem que esse lhe desse a menor atenção.

Era um incansável pesquisador, passava horas e horas lendo livros, mas era também um grande observador da natureza. Refletindo, pensou que se a eletricidade produz magnetismo, por que não poderia ocorrer o contrário, que o magnetismo se converta em eletricidade? Um campo elétrico pode acender uma lâmpada, um campo magnético não acende nada. Mas que processo se deve seguir para que possamos converter um campo magnético em elétrico e acender uma lâmpada? Quebrou a cabeça e encontrou a resposta. Como era um cientista experimental, pegou um ímã circular e o fez oscilar. O círculo imantado rodeava um cabo elétrico; o oscilar do círculo magnético sobre esse fio condutor imediatamente gerava uma corrente elétrica.

Esse é o principio de todos os geradores elétricos que existem em uma central nuclear hidráulica, térmica ou eólica. O que se consegue com uma queda d´água ou com a grande quantidade de calor gerada por uma central nuclear? Mover uma turbina. Esse movimento mecânico moverá um eletroímã e esse ímã, que atuará de indutor, induzirá uma corrente elétrica que se distribuirá na rede.

Esse princípio básico é conhecido como anel de Faraday. Faraday foi o primeiro precursor da corrente contínua, mas foi o grande Tesla – um físico conhecido por seu altruísmo – que construiu, nas cataratas de Niágara, a primeira central elétrica de corrente alternada do mundo. A corrente contínua é a produzida, por exemplo, pelo dínamo de uma bicicleta, mas somente serve para distâncias de menos de 300 metros já que vai se dissipando. Para poder distribuí-la a quilômetros de distância tem que se convertida em corrente alternada.