Bem vindo(a)! Você pode filtrar informações específicas da sede mais próxima de você, através da caixa à direita:

Nova Acrópole oferece palestra sobre a Civilização Maia

Nova Acrópole / Nova Acrópole oferece palestra sobre a Civilização Maia
Nova Acrópole oferece palestra sobre a Civilização Maia

Campinas

Categoria:

No dia 24 de maio, o professor Cauê Oliveira ofereceu a palestra Grandes Civilizações do Passado: Os Maias, que ocorreu na sede da Organização Nova Acrópole de Campinas.

Para além do desenvolvimento cultural e técnico, temos que destacar que isso somente foi possível devido ao seu grande desenvolvimento humanitário filosófico, por uma forte formação ética e moral. Quando a moral entra em decadência, a civilização entra em colapso.

Um pouco de sua história e cultura…

Assim como os olmecas, a Civilização Maia instiga uma série de questões não respondidas aos diversos paleontólogos, historiadores e antropólogos que investigam este povo pré-colombiano. Os indícios da origem da Civilização Maia repousam nos sítios arqueológicos da península do Iucatã, que datam entre 700 e 500 a.C. Contudo, novas pesquisas admitem uma organização mais remota, estabelecida em 1500 a.C.

Ao contrário de outras grandes civilizações, os Maias não se organizaram politicamente através de uma estrutura de poder político centralizado. Em um vasto território que ia da Guatemala até a porção Sul do México, observamos a presença de vários centros urbanos independentes. Entre as principais cidades integradas a esse sistema podemos destacar Piedras Negras, Palenque, Tikal, Yaxchilán, Copán, Uxmal e Labná.

Os Maias tiveram uma ampla gama de conhecimentos desenvolvidos no interior de sua cultura. Por volta do século XIII, a sociedade maia entrou em colapso. Ainda hoje, não existe uma explicação que consiga responder a essa última questão envolvendo a trajetória dos maias. A teoria atual fala sobre um problema ambiental local.

Nova Acrópole entende a cultura como uma ferramenta para humanizar a nossa sociedade, nos levando às raízes atemporais de cada momento histórico para ampliar nossa visão de vida e abordar, com um espírito fraterno e eclético, a diversidade e a riqueza de cada povo.

 

Tags: Palestra