Bem vindo(a)! Você pode filtrar informações específicas da sede mais próxima de você, através da caixa à direita:

Aprendendo a Cantar em Conjunto – Ciclo de Filosofia, Cultura e Voluntariado

Criciúma

Categoria:

Oficina de Canto

No dia 13 de março, quarta-feira, as 21h, como segunda atividade cultural do Ciclo de Filosofia, Cultura e Voluntariado, foi realizado na sede Nova Acrópole de Criciúma uma Oficina de Canto, sob o foco de aprender a cantar em conjunto.

A Arte de Cantar em Conjunto, a Arte da Convivência

Platão, em sua obra “As Leis”, diz que o cantar em conjunto, ou o cantar em um coral, é uma ferramenta preciosa na formação humana. Quando cantamos juntos aprendemos a difícil, mas essencial, arte da convivência.

Para cantar em conjunto há que saber uma série de coisas: dar a vez aos outros e saber entrar no momento certo, expressar nossos sentimentos com clareza e beleza, não querer se sobressair sobre o conjunto, ensinar o que sabemos e aprender o que não sabemos, enfim… uma série de coisas importantíssimas para a convivência em sociedade.

Além disso, soma-se o fato de apreender um pouco mais sobre essa importante ideia que é a Beleza.

A Beleza e a Filosofia

Explica-nos Platão que a Beleza está intimamente ligada a ideia do Bom. Isso porque, segundo este filósofo, tudo que é Bom é Belo, e vice-versa.

As atitudes nobres, heroicas, éticas, altruístas, sempre belas aos olhos de todos, independente do lugar ou tempo, a suavidade da brisa matutina, o orvalho da manhã, o brilho esplendoroso do Sol refletido no espelho do mar, a alegria das flores da primavera sendo louvadas em todos os cantos, independente da cultura de cada povo, de seus costumes ou condições sociais…, assim, pois, a Beleza e a Bondade andam lado a lado, animando o coração dos homens e dando-lhes um destino comum.

A Música, a Beleza, a Bondade são linguagens universais que unem a todos os Seres Humanos, independente de suas diferenças, sejam lá quais forem.

Filosofia à Maneira Clássica

O exercício da Filosofia à Maneira Clássica, ou seja, da Filosofia como os Clássicos a entendiam – lembrando-se que Clássico não significa “antigo”, mas sim “o que de melhor foi feito em uma época” – não se dá de fora para dentro, senão que de dentro para fora. Por isso as aulas são dialogadas, aplicando-se o método socrático de tirar de dentro dos alunos o conhecimento que já existe neles, e não de enchê-los de informações preconcebidas e fechadas.

Quer compreender como funciona esse método revolucionário de educação humana?

Quer conhecer um pouco mais sobre quem és?

Então venha conhecer o Curso de Filosofia à Maneira Clássica!

Inscreva-se!

https://nova-acropole.org.br/agenda/criciuma/aula-de-apresentacao-do-curso-de-filosofia-a-maneira-classica-110/

 

Ciclo de Filosofia, Cultura e Voluntariado

Uma oportunidade de compreender melhor o que é uma Escola de Filosofia à Maneira Clássica como Nova Acrópole, e como esta pode contribuir para que tenhamos uma vida mais feliz, harmônica e justa, tanto no aspecto individual como no coletivo, ajudando a obter respostas a perguntas como:

“Quem sou eu?” – “De onde vim?” – “Para onde vou?” – “Qual o sentido da vida?” – etc.

Este Ciclo vai até o 16/03, recheado de atividades envolvendo Filosofia, Cultura e Voluntariado, com a edição de:

  •    FILOSOFIA: Aulas Abertas e Café Filosófico.
  •    CULTURA: Sarau de Apresentações Artísticas e Oficinas de Canto, Artes Manuais e Marciais.
  •    VOLUNTARIADO: Filosofia na Praça e Limpeza de Praças e Ruas.

 

Tags: Oficina