Bem vindo(a)! Você pode filtrar informações específicas da sede mais próxima de você, através da caixa à direita:

Poesia para Jovens em Escola Pública

Nova Acrópole / Poesia para Jovens em Escola Pública
Poesia para Jovens em Escola Pública

Criciúma

Categoria:

Ah, Poesia! Tu que despertas os Homens para a busca da Sabedoria. Tu que nos ensina a abrir portas trancadas dentro de nós. Tu que nos faz a ver a beleza em todas as coisas. Hoje fostes homenageada mais uma vez!

Neste dia, 23 de outubro de 2018, terça-feira, na Escola Pública Estadual Luiz Tramontin, em comemoração a III Semana da Biblioteca realizada nesta escola, a Organização Nova Acrópole de Criciúma foi convidada a realizar uma atividade muito especial onde os alunos tiveram a oportunidade de entrar em contato com o teu mágico encanto!

A atividade foi uma palestra com o tema “Poesia para Despertar a Alma”, que foi ministrada a todas as turmas do ensino médio e fundamental da referida escola, onde o professor Guilherme S. Klann apresentou o que é Poesia e como ela é essencial na educação do ser Humano.

Durante a palestra foi falado que a verdadeira Poesia não depende de regras externas, mas sim de expressar reais valores humanos, como a beleza e a simplicidade, capazes de fazer despertar a Alma do Ser Humano para buscar o mais elevado dentro de si.

Falou-se ainda sobre a relação entre a Ética e a Estética, explicando-se que tudo aquilo que é Bom é também Belo, assim como um ato heroico que encanta e dá esperança a todos, demonstrando que é possível ser Bom e Justo independente de qualquer dificuldade.

Além disso, também foi falado como a Poesia e Filosofia andam juntas na educação do Homem, fazendo com que este se liberte de suas correntes de preconceitos e sombras, buscando acima da separação e das ilusões, os Ideais que unem todos os Seres Humanos, independente de suas diferenças.

Com acompanhamento de jovens músicos da própria escola Luiz Tramontin, Klann declamou a poesia “Ode à Alegria”, de Friedrich Schiller, obra fantástica que foi posteriormente musicada pelo famoso compositor clássico Ludwig Van Beethoven.

Ode à Alegria (Friedrich Schiller)
Alegria, formosa centelha divina,
Filha do Elíseo,
Ébrios de fogo entramos
Em teu santuário celeste!
Tua magia volta a unir
O que o costume rigorosamente dividiu.
Todos os homens se irmanam
Ali onde teu doce voo se detém.
Quem já conseguiu o maior tesouro
De ser o amigo de um amigo;
Quem já conquistou uma mulher amável
Rejubile-se conosco!
Sim, mesmo que ele chama de uma alma
Sua própria alma em todo o mundo!
Mas aquele que falhou nisso
Que fique chorando sozinho!
Alegria bebem todos os seres
No seio da Natureza;
Todos os bons, todos os maus,
Seguem seu rastro de rosas.
Ela nos deu beijos e vinho e
Um amigo leal até a morte;
Deu força para a vida aos mais humildes
E ao querubim que se ergue diante de Deus!
Alegremente, como seus sóis voem
Através do esplêndido espaço celeste
Se expressem, irmãos, em seus caminhos,
Alegremente como o herói diante da vitória.
Abracem-se milhões!
Enviem este beijo para todo o mundo!
Irmãos, além do céu estrelado
Mora um Pai Amado.
Milhões, vocês estão ajoelhados diante Dele?
Mundo, você percebe seu Criador?
Procure-o mais acima do Céu estrelado!
Sobre as estrelas onde Ele mora!
Tags: Palestra