Bem vindo(a)! Você pode filtrar informações específicas da sede mais próxima de você, através da caixa à direita:

Aconteceu: Ciclo Cultural “A Arte e o Ser Humano”

Nova Acrópole / Aconteceu: Ciclo Cultural “A Arte e o Ser Humano”
Aconteceu: Ciclo Cultural “A Arte e o Ser Humano”

Ilha do Governador - Rio de Janeiro

Categoria:

A Organização Internacional Nova Acrópole – sede Ilha do Governador, promoveu do dia 11 ao dia 14 de setembro, o ciclo de palestras “A Arte e o Ser Humano”. Com três temas relacionados a princípios básicos da arte, como Beleza e Harmonia, a sede recebeu ainda uma exposição de quadros do Ateliê Van Gogh, da artista Maria José Labre.

A primeira palestra, apresentada pelo conferencista Pedro Guimarães, teve como tema “Por que a Beleza Importa”. Inspirado no documentário, de mesmo título do filósofo inglês Roger Scruton, a palestra tratou de resgatar os valores clássicos da Beleza.

“Um dos objetivos é que nós passemos a olhar para uma floresta, por exemplo, não para identificar a lenha para a nossa fogueira, mas sim para nos reconhecermos como parte daquela floresta. A Beleza é isso, o reconhecimento do Ser Humano com sua própria essência”, explicou Guimarães.

Para que essa Beleza possa ser compreendida é preciso, no entanto, que a ideia de Harmonia também seja explicitada. Essa, pelo menos, é a visão do professor Júlio Mesquita, que ministrou a palestra “Harmonia: um caminho para a arte.”

“A Harmonia é o canal por onde passa a Beleza. É preciso, portanto, que o Ser Humano construa essa Harmonia na sua vida para que possamos traduzir ou mesmo compreender a Arte, no mundo manifestado”, esclareceu Mesquita.

O ciclo de palestras foi encerrado com a apresentação da vida e obra de um dos grandes exemplos da história da humanidade, que conseguiu aliar as ideias de Beleza e Harmonia. A homenagem a Leonardo da Vinci, na palestra “A genialidade de Leonardo da Vinci”, foi feita pela instrutora Tânia Araújo.

“Pintor, construtor, filósofo, além de muitas outras atribuições, Da Vinci representou o verdadeiro artista. Seu espírito investigador com base na natureza e na profundidade fez com que ele materializasse essa ideia perfeita de Beleza, tornando sua obra viva até nossos dias”, considerou Araújo.

Assim, a Arte surge com a função de ser um arquetípico da Beleza, ou seja, uma ferramenta de expressão dos aspectos mais elevados do Ser Humano. Por isso, Arte e Filosofia se entrelaçam, para que cada um possa construir em si o seu melhor. Esse é um dos princípios da Organização Internacional Nova Acrópole, que há 60 anos desenvolve e resgata valores atemporais do próprio Ser Humano. Nova Acrópole está presente em 60 países e busca desenvolver um trabalho que favoreça a evolução individual e coletiva, por meio das linhas de ação em Filosofia, Cultura e Voluntariado.

Aconteceu: Ciclo Cultural "A Arte e o Ser Humano"

Tags: Palestra