Bem vindo(a)! Você pode filtrar informações específicas da sede mais próxima de você, através da caixa à direita:

XIV Semana da Filosofia – Leonardo da Vinci: 500 anos de um legado extraordinário

XIV Semana da Filosofia – Leonardo da Vinci: 500 anos de um legado extraordinário

Rio de Janeiro - Região Oceânica

Categoria:

De 18 à 22 de novembro, a Organização Internacional Nova Acrópole do Brasil realizou a XIV Semana da Filosofia, este ano celebrando os 500 anos de Leonardo da Vinci. A sede Região Oceânica em Niterói promoveu uma série de palestras sobre este grande gênio do Renascimento.

No dia 18 de novembro, foi realizada a palestra “A Época e a Formação de Leonardo da Vinci”, onde a professora Ana Célia Paixão dissertou a respeito do período em que Leonardo da Vinci viveu, como foi o fim da idade média e o contraste com o Renascimento, a volta da cultura clássica, a união do humano com o divino e as idéias centrais deste período, como: o humanismo, o universalismo, o resgate do panteísmo (a percepção de Deus presente em todas as coisas), o encontro entre o cristianismo e antigas culturas, ou seja, a busca da integração entre os saberes para apoiar o desenvolvimento humano.

No dia 19 de novembro, o professor Heleir Sanches realizou a palestra “Os Símbolos Ocultos nas Obras de Leonardo da Vinci”. O professor fez um breve resumo sobre a vida de Da Vinci, sua formação e suas principais obras. Também apresentou os símbolos ocultos que Leonardo deixou em suas obras, símbolos esses que tinham como objetivo criar uma ‘ponte’ entre o divino e humano, e para isso Leonardo coloca em suas obras imagens, perspectivas, sombra, luz, cálculos de proporção, de modo a aplicar em suas pinturas todo o conhecimento que ele tinha sobre as leis da natureza e a integração do homem com o Universo e consigo mesmo.

No dia 20 de novembro, o ciclo de palestras finalizou com a professora Sílvia Guasti, com o tema “Leonardo da Vinci e sua Filosofia para a Vida”, fazendo uma reflexão de como era o processo criativo de suas obras que promoviam a contemplação à natureza, a busca por entender os mistérios da vida, a dedicação para descobrir os detalhes que compõem o ser humano não somente a nível físico, mas também a nível psicológico, demonstrando o melhor do potencial humano. Concluiu que a maior lição que Leonardo da Vinci deixou para a humanidade é que a Arte é a expressão da Belo, não apenas em quadros, telas ou afresco, mas em toda a Vida. “Uma vida mais bela e harmônica é muito mais saudável e melhor para se viver”, diz.

XIV Semana da Filosofia – Leonardo da Vinci: 500 anos de um legado extraordinário

 

Tags: Semana da Filosofia