Bem vindo(a)! Você pode filtrar informações específicas da sede mais próxima de você, através da caixa à direita:

Ensinamentos Práticos da Sabedoria Tibetana

Ensinamentos Práticos da Sabedoria Tibetana

Santa Cruz do Sul

Categoria:

A sede Santa Cruz do Sul da Organização Internacional Nova Acrópole – Filosofia, Cultura e Voluntariado – promoveu, no dia 26 de fevereiro, uma palestra pública com o tema Ensinamentos Práticos da Sabedoria Tibetana, com a professora Sofia Bittencourt.

Nesta data o público presente teve a oportunidade de conhecer um pouco sobre a história das obras sagradas da cultura tibetana, que integram o Canon Sagrado Tibetano, composto por 1707 obras, nas quais se encontram As Estâncias de Dzyan e o Livro dos Preceitos de Ouro. Estas duas obras foram em parte traduzidas pela filósofa russa Helena Petrovna Blavatsky, no século XIX, através de suas obras A Doutrina Secreta e A Voz do Silêncio, respectivamente.

Foi falado sobre a fascinante biografia desta filósofa russa, fundadora da Sociedade Teosófica no século XIX. Ao longo de seus 60 anos de vida (1831 – 1891), Blavatsky viajou por quase todos os continentes e passou, ao longo de idas e vindas, aproximadamente 7 anos no Tibete. Lá entrou em contato com obras milenares, até então desconhecidas até mesmo por monges locais. Muitas dessas obras eram escritas em idiomas antigos como o senzar, os quais, segundo a autora, eram de mais difícil compreensão do que os hieróglifos egípcios.

“A única verdadeira exposição em língua inglesa da doutrina
do coração do Budismo Mahayana e do seu nobre ideal de
auto-sacrifício pela humanidade.”
IX Pachen Lama, Mestre do XIII Dalai Lama,
se referindo a obra ‘A Voz do Silêncio’.

A Voz do Silêncio, retirada do Livro Tibetano dos Preceitos de Ouro, que foi vista com maior profundidade durante a palestra, trata-se de um tratado de uma moral metafísica capaz de orientar todo aquele sincero buscador da Sabedoria. Dentro desta obra cada frase é uma mensagem moral profunda, a qual, se aplicada no dia a dia, pode levar o ser humano em direção a si mesmo e ao encontro do seu destino pessoal, o que leva à verdadeira felicidade, através da via da compaixão.

“Não deixes que o ardente Sol seque uma única lágrima de dor
antes de tu próprio a teres seco no olho de quem sofre.”
Fragmento de ‘A Voz do Silêncio’.   

A Sabedoria Tibetana, resgatada, traduzida e difundida pela Filósofa Helena Blavastky, pode oferecer ao ser humano respostas válidas, simples e profundas sobre os mistérios da existência. Por isso faz parte do programa de estudos do Curso de Filosofia à Maneira Clássica de Nova Acrópole, que visa despertar no ser humano a capacidade de refletir sobre si mesmo e sobre o mundo atual, promovendo assim uma transformação no interior de cada um: o primeiro passo para uma real transformação em direção a um mundo novo e melhor.

Tags: Palestra