Bem vindo(a)! Você pode filtrar informações específicas da sede mais próxima de você, através da caixa à direita:

Nova Acrópole faz homenagem a Pierre de Coubertin

Nova Acrópole / Nova Acrópole faz homenagem a Pierre de Coubertin
Nova Acrópole faz homenagem a Pierre de Coubertin

São Paulo - Santana

Categoria:

Para homenagear o revitalizador dos Jogos Olímpicos Modernos, Pierre de Coubertin, a Organização Nova Acrópole de Santana promoveu nesta quarta-feira, 8 de agosto, a palestra “A Superação de Si Mesmo e a Convivência: o Sentido do Espírito Olímpico”.

O professor José Roberto fala ao público presente sobre o valor do resgate não somente das Olimpíadas, mas de todo o seu significado para a Grécia Clássica. “O tema dos Jogos Olímpicos é algo de muito interesse porque é um dos componentes para uma formação integral do ser humano”, ressalta.

Destaca que a proposta de Coubertin é surpreendente pela sua visão pedagógica: “Apesar do seu interesse ser a área esportiva, sua visão vai bem além, porque vê a importância de cada disciplina da grade escolar, mas também a necessidade do esporte. O filósofo grego Platão já ressaltava a formação humana saudável como equilíbrio entre música e ginástica, e a pedagogia do olimpismo tem como meio os esportes, mas seu ensino se baseia em princípios éticos universais, como a promoção da fraternidade, da amizade e da generosidade”. 

Ao final da exposição, discorre sobre a relação entre a educação olímpica e os princípios que norteiam e sempre nortearam o pensamento de todos os grandes filósofos das sociedades clássicas: promover um ideal de fraternidade que respeita as diversas identidades e tradições, buscando sua força no que une em vez daquilo que separa.

Além disso, produz uma sadia investigação comparada, colhendo do passado das antigas civilizações seus bons exemplos na arte de viver e atualizando-as para os dias de hoje. Ademais, ensina ao ser humano no desenvolvimento dos seus potenciais latentes e no esforço consciente para alcançar a harmonia entre o pensamento, o sentimento e a ação.

Osvaldo, que assistia à palestra, disse: “Não conhecia a figura de Pierre de Coubertin e nem fazia ideia de que não foi só a organização dos esporte que havia sido resgatada. Entendi que há valores e potenciais de superação grandiosos dentro do ser humano e que uma educação integral auxiliam-no a colocar para fora para ter maior qualidade de vida, não somente física, mas também moral e espiritual”.

Já Huilton, que também estava presente, comenta: “Pierre de Coubertin fez algo memorável na história, porque resgata o sentido cerimonial das competições esportivas, mas principalmente os valores humanos que toda pessoa pode e deve desenvolver”.

 

Tags: Palestra