Bem vindo(a)! Você pode filtrar informações específicas da sede mais próxima de você, através da caixa à direita:

Por que a Beleza Importa?

Por que a Beleza Importa?

São Leopoldo

Categoria:

Inspirada no documentário “Por que a Beleza Importa?”, do filósofo inglês contemporâneo Roger Scruton, a sede leopoldense da Organização Internacional Nova Acrópole – Filosofia, Cultura e Voluntariado -, promoveu uma aula aberta, na noite de 15 de abril.

Na oportunidade, o instrutor Carlos Rodrigo Braga resgatou a observação que o filósofo fez do período de 1750 a 1930. “Naquele período, se você pedisse às pessoas para descrever o objetivo da poesia, da arte ou da música, elas responderiam: a Beleza, a qual era atribuída um valor tão importante quanto a Verdade e o Bem”. Assim, a Beleza colabora com o dar sentido à vida.

A Beleza entendida assim pode trazer consolação na tristeza (como exemplo, a escultura de Michelangelo – Pietà -, que retrata um momento de muita dor, mas ao mesmo tempo seu rosto transmite serenidade), e afirmação na alegria (Ode à Alegria – 9ª Sinfonia de Beethoven).

O instrutor falou também sobre o bem e a beleza na concepção do filósofo Platão, apresentando o belo como algo do sagrado. “Uma obra de arte bela é uma pequena parte de algo maior, que o artista consegue dar forma. Contemplar essa Beleza é elevar-se, aproximar-se da sabedoria, conectar-se com o bem”.

Braga enfatizou que a Beleza pode inspirar o ser humano a tornar-se mais harmônico, estimulando-o a querer ofertar o que tem de melhor ao ambiente e aos demais.

Ele citou também o filósofo Kant e a percepção da Beleza sem a representação de uma finalidade, mas de uma forma sensível e subjetiva.

ESSÊNCIA

Uma obra vinculada apenas à utilidade, com escassez de Beleza como num conjunto habitacional (citado no documentário) perde sua essência, gerando inclusive dificuldades de convivência. Já quando prioriza a Beleza torna-se atemporal, e sua utilização pode ser ressignificada. Como exemplo, o instrutor citou o Taj Mahal construído como um mausoléu, hoje, patrimônio histórico.

A Beleza está no que a obra transmite. E pode ser uma ponte para sairmos da rota do deserto espiritual.

 

 

Tags: Diálogos