Bem vindo(a)! Você pode filtrar informações específicas da sede mais próxima de você, através da caixa à direita:

O Espírito Olímpico de Pierre de Coubertin

Nova Acrópole / O Espírito Olímpico de Pierre de Coubertin
O Espírito Olímpico de Pierre de Coubertin

Vitória

Categoria:

A Organização Nova Acrópole promoveu o Ciclo de Palestras Pierre de Coubertin em sua sede de Vitória-ES. Pierre de Frédy, também conhecido como Barão de Coubertin, pedagogo e historiador francês, foi o recriador dos jogos olímpicos da era moderna. Empreendeu sua vida em efetivar em nosso tempo o ideal do Olimpismo da antiga Grécia, a qual, longe de uma competição em visar vencedores, buscava promover o esportista a vencer a si mesmo.

Acompanhando o tema, no dia 15 de agosto aconteceu a palestra O Espírito Olímpico, com o palestrante Vanderlei Arruda, que falou sobre a relação direta entre os Ideais Olímpicos e a Filosofia à Maneira Clássica, que são meios pelos quais as pessoas podem desenvolver valores humanos essenciais, universais e permanentes.

“O Espírito Olímpico ou Olimpismo é uma filosofia de vida que exalta e combina em um conjunto equilibrado as qualidades do corpo, da vontade e da mente. Misturando esporte com cultura, o Olimpismo busca criar um modo de vida baseado na alegria do esforço, no valor educacional do bom exemplo e no respeito pelos princípios éticos fundamentais universais”, comenta. “Tem como objetivo colocar o esporte a serviço do desenvolvimento harmonioso do homem, com a visão de promover uma sociedade pacífica, preocupada com a preservação da dignidade humana”, conclui.

A prática do esporte é um direito humano. “Todo indivíduo deve ter a possibilidade de praticar esporte, sem discriminação de qualquer tipo, e no espírito Olímpico, o qual requer mútuo entendimento, com espírito de amizade, solidariedade e ‘fair play’”, complementa o palestrante.

Nova Acrópole desenvolve estudos sobre o Olimpismo com base na Filosofia à Maneira Clássica. Tal é a importância de redescobrirmos a essência dos valores que nos fazem reconhecer nossa própria humanidade na do próximo.

 

Tags: Palestra