Bem vindo(a)! Você pode filtrar informações específicas da sede mais próxima de você, através da caixa à direita:

Semana do Meio Ambiente

Nova Acrópole / Semana do Meio Ambiente

Semana do Meio Ambiente 2019: Desintoxicar, limpar e embelezar

O Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado em 5 junho, data esta estabelecida pela Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente, realizada em Estocolmo, na Suécia em 1972. No Brasil, o governo instituiu a Semana do Meio Ambiente pelo Decreto Federal 86.028, de 27 de maio de 1981.

Nova Acrópole* é uma Organização Internacional que promove um ideal de valores permanentes para contribuir para a evolução individual e coletiva. Atua nas áreas de Filosofia, Cultura e Voluntariado e entende a Semana do Meio Ambiente não só como uma oportunidade de promover atividades de cunho ecológico e de preservação do meio ambiente, mas também de repensar o papel do ser humano no universo e em suas relações individuais e coletivas.

A Semana do Meio Ambiente 2019 propõe a reflexão sobre o papel do ser humano no universo através de uma compreensão unificadora, não fragmentada, da natureza. Propõe também a superação da dicotomia homem x natureza, para uma compreensão ampliada da natureza entendida como a expressão viva de uma inteligência superior e o nosso planeta como um grande ser vivo, o qual deveríamos manter desintoxicado, limpo e belo. Atitude natural de todo ser que cuida de seu próprio lar!

Possivelmente, vivemos na época histórica em que o ser humano melhor pode adentrar ao âmago da matéria física através da avançada tecnologia de microscópios e aceleradores de partículas, além de poder observar o universo longínquo e entender seu funcionamento, por meio dos grandes telescópios e sondas espaciais. Apesar disso, deparamo-nos com o aumento rápido e contínuo de enfermidades individuais e coletivas, tanto físicas, quanto psicológicas como ansiedade, pânico, depressão e suicídio.

Urge resgatar uma visão global do universo, que permita aos seres humanos participar da Vida como seres integrais, não fragmentados, mas individualmente, coletivamente e universalmente harmônicos. Seres humanos que se percebam intimamente conectados consigo, com sua natureza interna e, assim, também externa, como partícipes ativos nesta grande corrente evolutiva que podemos chamar de Vida. Homens e mulheres que talvez não saibam explicar tudo no universo, mas que possam viver algumas ideias e compreender-se mutuamente.

Tenhamos a certeza que através da fraternidade, da solidariedade, do amor, da generosidade podemos construir um mundo cada vez mais harmônico para todos os seres.