Voluntários de Nova Acrópole trabalham integrados com a Defesa Civil na ajuda humanitária

Por Santa Catarina - Florianópolis

Os mais de 400 milímetros de chuvas registradas em Florianópolis e região desde o dia 26 de novembro de 2022 causaram muitos deslizamentos de terra e inundações em diversas áreas, atingindo milhares de pessoas, principalmente aquelas que residem em morros e encostas. Diante deste cenário, o município de Florianópolis decretou situação de emergência na manhã do dia 1 de dezembro.

Uma equipe de voluntários da Nova Acrópole Florianópolis, capacitados para ações em desastres, como desmoronamentos, alagamentos e primeiros socorros, trabalharam integrados com a Defesa Civil de Florianópolis entre os dias 1 e 3 de dezembro, realizando o atendimento de diversas ocorrências.

Segundo Roberto Pértile, voluntário e coordenador deste projeto junto à Defesa Civil de Florianópolis, “Nosso trabalho muitas vezes parece burocrático, mas nosso objetivo nestas situações é evitar danos maiores, preservando vidas”.

“Nós tivemos uma noite de muito trabalho e quero fazer um agradecimento especial aos nossos profissionais da defesa civil e aos nossos voluntários”, complementa o Prefeito da cidade de Florianópolis, Topázio Neto.

A Nova Acrópole conta com 20 voluntários com formação como Agente Voluntário em Defesa Civil e vem atuando em parceria com a mesma desde 2008, auxiliando no cuidado da cidade em casos de eventos climáticos emergenciais.

Nova Acrópole tem status consultivo na ONU e esta atividade de voluntariado contribui com as ODS #3 (Saúde e bem-estar), #16 (Paz, justiça e instituições eficazes) e #17 (Parcerias e meios de implementação). Desenvolve o voluntariado, além de apoiar na proteção e defesa civil, nos âmbitos ecológicos e sociais, com um sentido de integração à unidade do Universo. Entendendo por isso, que quando um ser humano age com bondade, contribui para com toda a natureza, movendo todo o Universo um pouquinho para o Bem.