Metamorfose – Júlio Dinis

11 de maio de 2020 - 14:13
Por Assistente SN Comunicação

Repara: — a imóvel crisálida
Já se agitou inquieta,
Cedo, rasgando a mortalha,
Ressurgirá borboleta.

Que misteriosa influência
A metamorfose opera!
Um raio de Sol, um sopro
Ao passar, a vida gera.

Assim minh’alma, inda ontem
Crisálida entorpecida,
Já hoje treme, e amanhã
Voará cheia de vida.

Tu olhaste — e do letargo
Mago influxo me desperta;
Surjo ao amor, surjo à vida,
À luz de uma aurora incerta.

Júlio Diniz



Nota biográfica
Joaquim Guilherme Gomes Coelho (Pseudônimo – Júlio Dinis), nasceu na cidade do Porto, Portugal, em 1839, e faleceu no ano de 1871. Foi escritor e médico; produziu obras de gêneros diversos: teatro, poesia, contos e romances. O romance As Pupilas do Senhor Reitor, uma de suas obras mais conhecidas, foi publicado em 1867, tendo sido desde então várias vezes representado, cinematizado e televisionado sob a forma de adaptações.


Se alguma das imagens usadas neste artigo violar direitos autorais, favor entrar em contato conosco.