Saber Viver – Cora Coralina

Não sei… Se a vida é curta
Ou longa demais pra nós,
Mas sei que nada do que vivemos
Tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas.

Muitas vezes basta ser:
Colo que acolhe,
Braço que envolve,
Palavra que conforta,
Silêncio que respeita,
Alegria que contagia,
Lágrima que corre,
Olhar que acaricia,
Desejo que sacia,
Amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo,
É o que dá sentido à vida.

É o que faz com que ela
Não seja nem curta,
Nem longa demais,
Mas que seja intensa,
Verdadeira, pura… Enquanto durar

 

Nota biográfica

Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, mais conhecida como Cora Coralina, poetisa e contista brasileira, nasceu em Goiás no dia 20 de agosto de 1889. Começou a escrever aos 14 anos, e teve seus textos publicados no jornal em 1908. Apesar da vocação para a escrita, trabalhou por muitos anos vendendo doces para sustentar a família. E, somente em 1965, teve o seu primeiro livro publicado, intitulado O Poema dos Becos de Goiás e Estórias Mais.


Se alguma das imagens usadas neste artigo violar direitos autorais, favor entrar em contato conosco.