Bem vindo(a)! Você pode filtrar informações específicas da sede mais próxima de você, através da caixa à direita:

Categoria: <span>Poemas e Contos</span>

Nova Acrópole / Poemas e Contos
Lira XXI – Tomás Antônio Gonzaga
Post

Lira XXI – Tomás Antônio Gonzaga

Não sei, Marília, que tenho, Depois que vi o teu rosto; Pois quanto não é Marília, Já não posso ver com gosto. Noutra idade me alegrava, Até quando conversava Com o mais rude vaqueiro: Hoje, ó Bela, me aborrece Inda o trato lisonjeiro Do mais discreto pastor Que efeitos são os que sinto? Serão efeitos...

Em paz – Amado Nervo
Post

Em paz – Amado Nervo

Perto do meu ocaso, eu te bendigo, ó Vida, porque nunca me destes esperança falida nem trabalhos injustos, nem pena imerecida. Porque vejo no fim de meu rude caminho que fui eu o arquiteto de meu próprio destino; que se os méis ou o fel eu extraí das cousas foi que nelas pus mel ou...

As águas puras da vida eterna
Post

As águas puras da vida eterna

As cores deste sonho estampam o clima gostoso da brincadeira. Tudo tem curvas e formas arredondadas. A luz consegue ser brilhante e suave ao mesmo tempo… Como é lindo o mundo da criança. Na imensidão do céu azul, nuvens branquíssimas e rajadas como que desenhadas por um pincel gigante. Pipi corre num tapete fofo de...

Canção do Exílio – Gonçalves Dias
Post

Canção do Exílio – Gonçalves Dias

Minha terra tem palmeiras, Onde canta o Sabiá; As aves, que aqui gorjeiam, Não gorjeiam como lá. Nosso céu tem mais estrelas, Nossas várzeas têm mais flores, Nossos bosques têm mais vida, Nossa vida mais amores. Em cismar, sozinho, à noite, Mais prazer encontro eu lá; Minha terra tem palmeiras, Onde canta o Sabiá. Minha...

Saber Viver – Cora Coralina
Post

Saber Viver – Cora Coralina

Não sei… Se a vida é curta Ou longa demais pra nós, Mas sei que nada do que vivemos Tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas. Muitas vezes basta ser: Colo que acolhe, Braço que envolve, Palavra que conforta, Silêncio que respeita, Alegria que contagia, Lágrima que corre, Olhar que acaricia, Desejo que...

Mundo Interior – Machado de Assis
Post

Mundo Interior – Machado de Assis

Ouço que a Natureza é uma lauda eterna De pompa, de fulgor, de movimento e lida, Uma escala de luz, uma escala de vida De sol à ínfima luzerna. Ouço que a natureza, — a natureza externa, — Tem o olhar que namora, e o gesto que intimida Feiticeira que ceva uma hidra de Lerna...

Legna, a Sábia
Post

Legna, a Sábia

Parecia ser um dia como qualquer outro para o guarda Francisco que trabalhava como chefe do posto de guarda que fazia fronteira entre a civilização moderna e a maior reserva natural da Amazônia. Segundo as lendas, era habitat de povos indígenas ainda não identificados, alguns desses descendentes dos velhos Incas do Oeste. Eis que o...

Momento decisivo – Júlio Dinis
Post

Momento decisivo – Júlio Dinis

O Sol descia ao poente, E florente estava o prado; Ouviam-se auras suaves E das aves o trinado. Tu sentada ao pé da fonte O horizonte contemplavas Vias o Sol declinando E, corando, suspiravas. E depois… seria acaso? Do ocaso a vista ergueste, E, ao olhar-me, mais coraste, Suspiraste e emudeceste. Foi bem rápido o...

Beleza – Almeida Garrett
Post

Beleza – Almeida Garrett

Vem do amor a Beleza, Como a luz vem da chama. É lei da natureza: Queres ser bela? – ama. Formas de encantar, Na tela o pincel As pode pintar; No bronze o buril As sabe gravar; E estátua gentil Fazer o cinzel Da pedra mais dura… Mas Beleza é isso? – Não; só formosura....

Reflexo – Machado de Assis
Post

Reflexo – Machado de Assis

Olha: vem sobre os olhos Tua imagem contemplar, Como as madonas do céu Vão refletir-se no mar Pelas noites de verão Ao transparente luar! Olha e crê que a mesma imagem Com mais ardente expressão Como as madonas no mar Pelas noites de verão, Vão refletir-se bem fundo, Bem fundo — no coração!    ...